photo lourdesalho-brasil02.gif

"Um exército inteiro de romanos, era incapaz de deter um punhado de galesas.
Elas surgiam convertidas em verdadeiras 'fúrias':
inchando o peito, relinchando como cavalos selvagens e rangendo os dentes,
se atiravam sobre os adversários dando patadas, mordidas e
praticando ações tão fulminantes, que todos diziam que elas se convertiam em verdadeiras catapultas.
Eram umas lobas que, à céu aberto lutavam raivosamente para proteger sua tribo."

DEIXE AQUI SEU DESABAFO, SUA DENÚNCIA OU SEU RECADO! FALA QUE TE ESCUTO!

As (os) que fazem a diferença...

Parabéns pelo excelente Site! "Meninas SuperPoderosas"

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

"Você está fazendo parte da melhor e maior seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs premiados - Selecionado pela nossa equipe,
você está agora entre os melhores
e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!
- Parabenizamos pelo ótimo trabalho! -
Confira o seu link no item: ' Blog ' http://www.vejablog.com.br/blog
- Os links encontram-se rigorosamente em ordem alfabética -"

sexta-feira, 29 de julho de 2011

NÃO COMPRE GATO POR LEBRE.....



Anúncios com fotos retocadas de Julia Roberts são proibidos na Grã-Bretanha



Campanhas com Julia Roberts para a Lancôme foram proibidas no Reino Unido




Como vê, nem tudo é o que parece ser....Até parece até letra de música!!!


Na Inglaterra, retiraram propaganda de cosméticos, por caracterizar "enganosa", a referida mostrava Julia Roberts, mas as imagens haviam sido retocadas pelo computador.Dando ideia de resultados que não se aproximavam da realidade.

Isso deve acontecer muito aqui no Brasil também.  Mostram a estrela de cinema ou TV, associando sua beleza ao determinado produto, quando na verdade fora feito Photoshop.

Na verdade o produto não faz todo esse efeito, milagres nenhum faz.

Queria ver se as modelos para a propaganda publicitária não submetesse às cirurgias plásticas, estariam tão enxutas, assim...

Os anúncios, das marcas Lancôme e Maybelline, da empresa L'Oreal, traziam fotos da atriz Julia Roberts e da modelo Christy Turlington manipuladas por computador.

A decisão foi tomada em resposta à denúncia da parlamentar Jo Swinson, do partido Liberal Democrata britânico, que afirmou que as propagandas "não são representativas dos resultados que os produtos podem alcançar".

Que vergonha isso, se permitissem, daria margem para outras empresas publicitarias, forjar resultados através, não só computador, bem como, da mídia.

Espero que aqui no Brasil, se policie mais campanhas publicitarias que vendem imagens falsas à população.

Isso é o que eu chamo de "ILUSÃO DE ÓTICA" mesmo.

O diretor executivo da ASA, Guy Parker, disse à BBC que os retoques no computador eram uma "questão de gradação" e que os anúncios só serão proibidos se forem enganosos, danosos ou ofensivos.



29/07/2011 - 11h16

Ivan Lessa: O despertar de Julia Roberts






Na rua, e mesmo em casa, as pessoas falam baixo e usam expressões que evitam vulgaridades. Uma espécie de Primavera Britânica, ou melhor, Verão Britânico, ocorre após tantos escândalos, grampos e comissões parlamentares de inquérito.


Por falar em grampos: volto à notícia que nosso aprazível sítio deu. Julia Roberts não é bem essa Julia Roberts que a publicidade divulgou procurando vender produtos de beleza. Aquela era outra pessoa.


Segundo a denúncia feita pela parlamentar Jo Swinson, do partido Liberal-Democrata, que afirmou que as propagandas em questão “não são representativas dos resultados que os produtos podem alcançar.”


Nunca vi uma foto da parlamentar em questão. Não sei se usa batom, base, delineador, algum creme de beleza ou mesmo grampos nos cabelos, se é que ainda são moda. E como é que ela sabe da suposta mistificação estética?


São mistérios que, com prazer, terei que desconhecer para sempre.


Ocorre-me, no entanto, que, com tanto fuzuê acontecendo nos setores políticos, midiáticos e policiais, a ilustre Jo Swinson tenha encontrado tempo e recursos tecnológicos para expor a verdade e nada mais que a verdade sobre as feições de Julia Roberts e da modelo cujo nome já me esqueci.


Pergunto-me: será que foi de orelhada? Ou, melhor dizendo, de mera olhadela? Bom olho deve ter a parlamentar Jo Swinson, além de tempo para se dedicar a assunto tão complexo e que envolve a cada vez mais avançada tecnologia informática.


A mesma notícia informa que a Advertising Standards Authority (ASA) concordou plenamente com a parlamentar liberal-democrata e decidiu que as imagens das duas estrelas em questão violavam o código de conduta da entidade em questão.


A L´Oréal admitiu ter retocado as imagens embora – e eis o paradoxo – negando que os anúncios foram enganosos.


Como observador curioso, e farto de tragédias norueguesas e estrepulias murdochianas, além de ex-publicitário e razoável conhecedor, no sentido ao menos platônico, de senhoras e senhoritas daquele que já foi, e para mim continua a ser, o “sexo frágil”, estou em grande parte com a companhia francesa de produtos de beleza.


Sempre me invoquei com tanta preocupação e ocupação (e aí é que eu chamo de sexo frágil mesmo, ao menos em certos setores que envolvem as faculdades cerebrais) das mulheres, com tanto creme, tanto... ora, tantos produtos ditos embelezadores, para não falar de saltos altos, dietas, regimes, depilações, perfumes, desodorantes, xampus, condicionadores, operações plásticas estetizantes, geléias reais e plebéias, e tudo mais, mas, muito, muito mais, que faz a fortuna de algumas centenas de organizações (a indústria da beleza feminina gasta 3 vezes mais que a bélica) com suas artes talvez mais negras que as de Rupert Murdoch.


Alguém neste mundo acha mesmo que a Julia Roberts, mal dormida, às oito da manhã, antes de lavar a cara, escovar os dentes e tomar seu suquinho de laranja, tem mesmo aquele rosto?


Na verdade, e isso tem de ser dito, 99% das mulheres, feias, bonitas, parlamentares ou editoras de tabloides sensacionalistas, usam do realce maquiador, inda que analógico e não cibernético.


E eu nem devassei as portas de um cabeleireiro.


Quantas horas passa (ou passava, ela não está mais com a bola branca) Julia Roberts no camarim do estúdio sendo preparada por uma equipe de bem pagos profissionais para, diante de refletores e lentessoftespeciais, exibir sorrindo com seus 64 dentes, muitos deles, uns 45%, naturalmente embranquecidos de cegar o espectador, graças a uma generosa natureza?


Sejamos sérios, sem realces, retoques ou computadores.



u_3b5126f3

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junte-se a nós por um Brasil limpo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOLTE SEMPRE!

Photobucket