photo lourdesalho-brasil02.gif

"Um exército inteiro de romanos, era incapaz de deter um punhado de galesas.
Elas surgiam convertidas em verdadeiras 'fúrias':
inchando o peito, relinchando como cavalos selvagens e rangendo os dentes,
se atiravam sobre os adversários dando patadas, mordidas e
praticando ações tão fulminantes, que todos diziam que elas se convertiam em verdadeiras catapultas.
Eram umas lobas que, à céu aberto lutavam raivosamente para proteger sua tribo."

DEIXE AQUI SEU DESABAFO, SUA DENÚNCIA OU SEU RECADO! FALA QUE TE ESCUTO!

As (os) que fazem a diferença...

Parabéns pelo excelente Site! "Meninas SuperPoderosas"

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

"Você está fazendo parte da melhor e maior seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs premiados - Selecionado pela nossa equipe,
você está agora entre os melhores
e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!
- Parabenizamos pelo ótimo trabalho! -
Confira o seu link no item: ' Blog ' http://www.vejablog.com.br/blog
- Os links encontram-se rigorosamente em ordem alfabética -"

domingo, 28 de agosto de 2011

VAMOS PARAR E ESQUECER DE TUDO, REFLETIR E VALORIZAR O QUE É MAIS SIMPLES E BELO, A NATUREZA. E VAMOS PRESTIGIAR NOSSA MÚSICA RAIZ. LETRA DO GRANDE MESTRE DO VERDADEIRO PAGOTE: TIÃO CARREIRO E PARDINHO





Encantos Da Natureza

Daniel

Tu que não tiveste a felicidade
Deixe a cidade e vem conhecer
Meu sertão querido, meu reino encantado
Meu berço adorado que me viu nascer
Venha mais de pressa, não fique pensando
Estou te esperando para te mostrar
Vou mostrar os lindos rios de águas claras
E as belezas raras do nosso luar.
Quando a lua nasce por detrás da mata
Fica cor de prata a imensidão
Então fico horas e horas olhando
A lua banhando lá no ribeirão
Muitos não se importam com este luar
Nem lembram de olhar o luar na serra
Mas estes não vivem, são seres humanos
Que estão vegetando em cima da terra.
Quando a lua esconde logo rompe a aurora
Vou dizer agora do amanhecer
Raios vermelhados riscam o horizonte
O sol lá no monte começa a nascer
Lá na mata canta toda a passarada
E lá na paiada pia o xororó
O rei do terreiro abre a garganta,
Bate a asa e canta en cima do paiol.
Quando o sol esquenta, cantam cigarras
Em grande algazarra na beira da estrada,
Lindas borboletas de variadas cores
Vem beijar as flores já desabrochadas,
Este pedacinho de chão encantado
Foi abençoado por nosso senhor,
Que nunca nos deixe faltar no sertão
Saúde, união, a paz e o amor.

Composição: Luiz de Castro / Tião Carreiro
enviada por Déby







u_3b6f0516

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junte-se a nós por um Brasil limpo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOLTE SEMPRE!

Photobucket