photo lourdesalho-brasil02.gif

"Um exército inteiro de romanos, era incapaz de deter um punhado de galesas.
Elas surgiam convertidas em verdadeiras 'fúrias':
inchando o peito, relinchando como cavalos selvagens e rangendo os dentes,
se atiravam sobre os adversários dando patadas, mordidas e
praticando ações tão fulminantes, que todos diziam que elas se convertiam em verdadeiras catapultas.
Eram umas lobas que, à céu aberto lutavam raivosamente para proteger sua tribo."

DEIXE AQUI SEU DESABAFO, SUA DENÚNCIA OU SEU RECADO! FALA QUE TE ESCUTO!

As (os) que fazem a diferença...

Parabéns pelo excelente Site! "Meninas SuperPoderosas"

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

"Você está fazendo parte da melhor e maior seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs premiados - Selecionado pela nossa equipe,
você está agora entre os melhores
e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!
- Parabenizamos pelo ótimo trabalho! -
Confira o seu link no item: ' Blog ' http://www.vejablog.com.br/blog
- Os links encontram-se rigorosamente em ordem alfabética -"

domingo, 11 de setembro de 2011

O DIA EM QUE A TERRA PAROU.........

Spencer Platt/Getty Images
David Surowiecki/Getty Images
Gregg Brown/Getty Images
Jim Watson/Getty Images


Narrar os fatos  do episódio trágico e regresso, do dia "11 de Setembro", que eliminou muitas vidas inocentes ali perdidas. Acho que muitos irão relatar o fato acontecido, prefiro me abster e dizer que foi um marco na  história, não só dos Estados Unidos da América, também, para o mundo.
Teve influência na mudança de hábitos, como maior policiamento , fiscalização, bem como  em regras endurecidas para obter vistos de entrada no referido país e em outros também.
Podemos dizer, que foi um incentivo para as invasões em alguns países: de imediato no Afeganistão e posteriormente no Iraque com a prisão e a pena de morte a Sadã, algum tempo após ocorrendo a morte de Osama Bin Laden.
Ainda estão combatendo o que dizem ser terrorismo pelo mundo e os governos "Ditatoriais", mas eu me pergunto até onde tanta as coisas que chegam ao nosso conhecimento é verdade?
Um coisa é certa o terrorismo não cessou, só aumentou o ódio daqueles que não vêem com bons olhos o Ocidente.
Até que ponto a guerra para derrubada dos governantes tiranos, foi benéfica. Contudo a população foi atingida e ainda está? Muitos saques e estupro, por parte de soldados.
Tantas vidas se perderam em uma guerra, que nada tinham a ver, velhos, mulheres, crianças e até animais...
Pagar com a mesma moeda é saudável? é pertinente? Beneficiou de alguma forma a população?
São indagações que fazemos, sobre um povo sofrido, que pagou com suas vidas, por um atentado, que não foram eles os responsáveis.
E as vidas perdidas naquele trágico dia "11 de Setembro", ´vidas extirpadas de uma forma tão boçal e violenta.
Uma amiga que mora la, disse que estava no trabalho fora de N.York, quando chegou em seu apartamento, a sacada estava cheia de fuligem e até seu gatinho, depois venho a ter cancro, devido a fumaça excessiva e o pobre animal veio a morrer pouco tempo depois.
Mas é positivo, invadir países dos outros e trucidá-los não é se colocar no mesmo plano em que os algozes que derrubaram as Torres??
A verdade é que o presidente Bush, precisava de um motivo plausível, para invasão do Iraque e outros países, para apropriar-se de sua riqueza  "petróleo", mais isso é outra coisa que analisaremos em momento oportuno.
Vamos ver a influência e mudanças deixadas por um dia de horror,descritos logo abaixo, segundo o jornal Le Monde.


hoje faz 10 anos da queda das Torres Gêmeas.

O que mudou de lá para cá, que influência tiveram nos hábitos e costumes dos países?

DEZ ANOS DEPOIS DOS ATAQUES CONTRA O
WORLD TRADE CENTER E O PENTÁGONO
11 de Setembro: o que mudou?
Le Monde por Alain Gresh


Será que os ataques contra as torres de Nova Iorque e do Pentágono assinalaram o início de uma nova era? Será que as bases em que o mundo assentava mudaram porque um punhado de terroristas cometeu um dos raids mais audazes da história contemporânea? A julgar pelo número de publicações dedicadas ao acontecimento é-se tentado a acreditar que sim. No entanto…
Estes atentados abalaram sobretudo a América, tendo alguns afirmado que, passada a queda do Muro de Berlim, ia assistir-se a uma regresso tanto mais notório dos Estados Unidos quanto o seu poder militar é incomparável ao de qualquer outro país: o país representa, sozinho, pouco menos de metade das despesas mundiais de armamento. Os êxitos rapidamente registados no Afeganistão e no Iraque corroboraram estas análises.
Dez anos depois, a «guerra contra o terrorismo», que visava erradicar qualquer ameaça, incluindo a dos Estados vistos como «párias», é um fracasso e a retórica belicista de Washington atenuou-se. Os Estados Unidos devem retirar-se do Iraque até ao fim do ano, deixando atrás de si um país destruído, com um governo dividido e corrupto, que estará mais próximo de Teerão do que de Washington. No Afeganistão, apesar das declarações tranquilizadoras, o aumento do poder dos talibãs parece ser irresistível, enquanto o Paquistão mergulha na crise. Quando à Al-Qaeda, é certo que o seu líder Osama Bin Laden e muitos dos seus altos dirigentes foram mortos, mas ela espalhou-se pelo Magrebe, pelo Iémen, pela Nigéria, etc.
O preço destas guerras, que acima de tudo foi pago pelos povos que foram suas vítimas, pesa também sobre os Estados Unidos e, de forma mais geral, sobre o Ocidente, de duas maneiras. Estas guerras permitiram que, em nome da luta contra o terrorismo, fossem postas em causa liberdades e fossem legalizadas práticas como a tortura, os raptos, as escutas ilegais ou os assassinatos com alvos predeterminados. Estas práticas persistem apesar da eleição do presidente Barack Obama, como é demonstrado pela manutenção da prisão de Guantanamo ou pela utilização sem restrições de aviões telecomandados.
O terrorismo tornou-se um conceito que serve para tudo, permitindo que os Estados Unidos justifiquem a sua política de repressão. O facto de Paris acolher, dentro de alguns dias, uma conferência das chamadas «vítimas do terrorismo» é um reflexo dessa campanha.
Apesar das revoltas árabes e da marginalização dos grupos islamitas radicais e violentos, e apesar do enfraquecimento da Al-Qaeda, os discursos sobre a «ameaça islamita» infiltraram-se profundamente nas sociedades e nas mentalidades no Ocidente, desestabilizando as minorias de origem muçulmana, conduzindo a um fechamento comunitário e a uma escalada no clima islamofóbico que cria o terreno de uma nova direita radical.
Por outro lado, estas guerras desencadeadas por Washington custaram verbas astronómicas, entre 3 e 5 biliões de dólares apenas aos Estados Unidos, segundo o Prémio Nobel da Economia Joseph Stiglitz
Dez anos depois dos ataques contra o World Trade Center, o que caracteriza a situação mundial é o declínio relativo dos Estados Unidos, doravante confrontados com o aumento de poder da China, da Índia, do Brasil, da África do Sul, etc. O 11 de Setembro terá sido, no fim de contas, apenas uma etapa nesta viragem do mundo.
sexta-feira 9 de Setembro de 2011





Ron Agam/Getty Images
Mario Tama/Getty Images
Mario Tama/Getty Images
Eric Thayer/Reuters
Local onde se encontrava o "World Trade Center" antes do ataque terrorista agora em construção. Nova York, 7 de Setembro de 2010.

u_3b7ce23e

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junte-se a nós por um Brasil limpo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOLTE SEMPRE!

Photobucket