photo lourdesalho-brasil02.gif

"Um exército inteiro de romanos, era incapaz de deter um punhado de galesas.
Elas surgiam convertidas em verdadeiras 'fúrias':
inchando o peito, relinchando como cavalos selvagens e rangendo os dentes,
se atiravam sobre os adversários dando patadas, mordidas e
praticando ações tão fulminantes, que todos diziam que elas se convertiam em verdadeiras catapultas.
Eram umas lobas que, à céu aberto lutavam raivosamente para proteger sua tribo."

DEIXE AQUI SEU DESABAFO, SUA DENÚNCIA OU SEU RECADO! FALA QUE TE ESCUTO!

As (os) que fazem a diferença...

Parabéns pelo excelente Site! "Meninas SuperPoderosas"

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

"Você está fazendo parte da melhor e maior seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs premiados - Selecionado pela nossa equipe,
você está agora entre os melhores
e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!
- Parabenizamos pelo ótimo trabalho! -
Confira o seu link no item: ' Blog ' http://www.vejablog.com.br/blog
- Os links encontram-se rigorosamente em ordem alfabética -"

segunda-feira, 26 de março de 2012

MEU DESABAFO SOBRE A ESCOLA PÚBLICA


Prezada Sra. Diretora da Escola Estadual e a quem possa interessar

Venho através da presente expressar a minha indignação e desapontamento da Escola Estadual CEL. DOMINGOS QUIRINO FERREIRA, situada na Avenida do Café, 681 - Jabaquara - São Paulo. Nunca pensei que estudar seria tão difícil e tão aterrador em pleno século XXI.
No mês de dezembro de 2010, resolvi matricular-me nesta escola e voltar a estudar depois de muitos anos. Consegui matricular-me e iniciei meus estudos pensando que iria aprender e que teria que estudar muito para acompanhar a turma. No decorrer das aulas fiquei estupefata e indignada, pois os alunos não estão nem aí para os estudos. Os alunos fazem o que querem, é um entra e saem da sala sem pedir licença, o celular toca o tempo todo, outros ficam ouvindo música ou conversando em rodinhas; alunos ficam mascando chiclete e estourando bolas, atrapalhando quem realmente encontra-se ali para estudar, enquanto os professores tentam ensiná-lo. Tempo perdido, pois nada é capaz de tirar-lhes de seu mundinho insignificante a não ser um bom funk no ouvido, e os assovios estarrecedores nos corredores da escola como se estivessem num campo de futebol.

Como um professor de escola pública pode fazer o seu trabalho se precisa constantemente parar sua aula para chamar a atenção dos alunos que não são mais crianças e nem adolescentes? Aqueles que falam mal (mídia, secretário da educação, pessoas do governo e demais segmentos da sociedade) deveriam passar pelo menos uma semana numa sala de aula, para verem como é dar aula sem ficarem estressados com o “baixo” salário que ganham. Vi também que não é necessário o aluno estudar para fazer provas ou para saber alguma coisa, pois no final acaba passando sem saber nada e quem leva a culpa é o professor. Tem alguns professores que, creio desesperançados da educação, dão a prova para os alunos fazerem em casa e entregarem no dia seguinte. Nunca vi isso quando estudei!

Há 30 anos os alunos tinham que estudar prá valer e só tiravam o diploma se realmente sabiam. Quanto aos professores, creio que é a classe de trabalhadores mais desrespeitada de todas as outras profissões: ganha pouco. Será que a sociedade pensa que com um giz na mão, uma lousa e uma sala superlotada, sem materiais, o professor vai fazer milagres e salvar o Brasil? (O ser humano está perdendo a sua humanidade!). Sei que todos os professores carregam a vontade de ensinar, mas vi com meus próprios olhos esse desejo ser assassinado na sala de aula.

Discriminação então foi o que eu mais vi e senti, o que não faz parte da educação que eu tive. Estes foram alguns dos motivos suficientes para pedir exclusão desta escola pública. Nada neste país deveria ser banalizado, principalmente a educação! Senadores, deputados vereadores e milhares de pessoas ganham os olhos da cara para não fazerem nada, enquanto os professores fazem malabarismo para sobreviverem com o que ganham. Creio que nossos governantes deveriam ter imensa vergonha na cara de ganhar salários tão altos sem fazerem nada, enquanto tantos ganham tão pouco e fazem muito. Acredito que já está na hora de botarem a mão na consciência e nosso povo indignar-se com a “tal precariedade” da saúde, da educação e de outras coisas mais e sair à luta! Vamos ter vergonha, pois países como o Chile e outros vão crescer à uma taxa de 6% ao ano, enquanto que o Brasil se chegar a míseros 2,5% será muito. Creio que os professores são desunidos, pois se fossem unidos já teriam mudado essa situação há muito tempo. O que será necessário acontecer para fazer-se uma reforma educacional neste país?

Na rede particular as escolas continuam conteudistas e existe a seriação com reprovação. Além disso, a escola pode suspender ou até mesmo expulsar um aluno que esteja desrespeitando as regras da instituição, o que não ocorre na escola pública, na qual o aluno pode por a escola abaixo e nada acontece com ele, pois está respaldado pelo ECA. O professor também deveria ter um respaldo como, por exemplo: SDPDDB – SOCIEDADE DOS PROFESSORES DESILUDIDOS E DESESPERADOS DO BRASIL, com leis que os apóie e os resguarde de alunos, pais e dos governantes, que a qualquer momento podem exonerarem os professores). A rede pública vive mudando o enfoque pedagógico (de acordo com o partido que ganha as eleições). Desta forma, a cada novo governo eleito é cobrado cada vez menos do aluno; não se pode fazer absolutamente nada com um aluno indisciplinado, que coloca em risco a segurança do demais alunos e funcionários da escola. Diariamente os professores são alvo de agressões verbais e até mesmo físicas pelos alunos e pais destes.

Quem é que quer entrar numa carreira que está entrando em extinção, não só pela total desvalorização e desrespeito, como também pela falta de segurança nas escolas? A cada dia que passa são submetidos a níveis de stress insuportáveis para um ser humano, e creio que todos que falam mal dos professores não aguentariam ficar na sala de aula por uma hora sequer. Eu como aluna não suportei. Os bons alunos presenciam toda sorte de barbaridades e veem que nada acontece com aqueles que estão fazendo baderna. Nesse caso está sendo dada uma aula de impunidade de indisciplina desde muito cedo e só Deus sabe o que irá acontecer no futuro. Qual a motivação de ser um bom aluno hoje em dia? Prá que ir à escola se no final do ano todos passam? Para quê se matar de estudar, se há tantas profissões que não são valorizadas e nem respeitadas? Existem professores que são profissionais maravilhosos, competentes, dedicados, preocupados realmente com a educação. São pessoas que amam a sua profissão, que se preocupam com seus alunos, que fazem trabalhos excepcionais, dignos de admiração e respeito, que possuem conhecimento e formação excelentes, mas que estão desgastados e totalmente arrasados diante da atual situação educacional de nosso país. O governo dá o peixe, mas não ensina o povo a pescar. Isso não vai levar a nada, pois não será assim que se acabará a miséria no país, mas com o estudo e a conscientização de todos que realmente a educação e a saúde são “PRIORIDADES” para esta nação.

Outra coisa que me chama a atenção e me indigna são as regras educacionais desarmônicas para a escola pública e para a rede particular já faladas anteriormente; impunidade para alunos baderneiros e que infligem o regulamento escolar; acusações diárias e descabíveis contra os professores, pois sempre levam a culpa de tudo que acontece com a educação.A sociedade deveria conscientizar-se que não é o professor na sala de aula que mudará a educação, mas sim o trabalho de todos os segmentos da sociedade, comprometidos de verdade com a educação que fará este panorama mudar. Professores não são deuses, são pessoas como todo mundo, de carne e osso, com qualidades e defeitos e deveriam ser respeitados por todos pelo seu trabalho, sua coragem e seu amor à profissão.No Japão, país de primeiro mundo e de pessoas super educadas, todos abaixam a cabeça em sinal de respeito quando o imperador passa. E o imperador, figura de alta importância neste país, abaixa a cabeça em sinal de respeito quando diante de um professor, pois ele sabe, reconhece o valor destes profissionais. O povo brasileiro e principalmente seus governantes deveriam aprender com os japoneses.

Creio que hoje em dia quem ainda quer ser professor é louco desvairado! Na minha opinião, o correto é ensinar aos alunos que em nosso país o bom mesmo é ser político, pois, não precisa fazer nada: viaja para todo lugar com a verba pública, tem ajuda de custo para gastar com o gabinete a valer, aposenta-se com 8 anos de trabalho (onde????????) em vez de 25 ou 30 anos, sem contar que não precisa estudar nada (veja o exemplo do Tiririca), além de ter um salário maravilhoso, sujeito a aumentos de 60, 70% de uma vez só e todo ano. Infelizmente isso ainda acontece no Brasil e creia, tenho certeza que a culpa desta vez não é dos professores.

Cordialmente
Cleia Carvalho.
Ativista dos direitos humanos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Junte-se a nós por um Brasil limpo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

VOLTE SEMPRE!

Photobucket